Para um ano novo ainda mais produtivo


Crédito foto principal: Rodrigo de Oliveira/ Agência Sebrae de Notícias
Crédito foto principal: Rodrigo de Oliveira/ Agência Sebrae de Notícias

Olá, pessoal! Tudo bem? Estou aqui para dividir com vocês minhas experiência e as melhores práticas na gestão que elevaram a produtividade das oficinas mecânicas. Sei que muito do que relatarei, você já sabe. Mas afirmo que todos nós vamos nos acostumando com as coisas, com a forma de realizar e principalmente, com o resultado que geramos. Por natureza, vamos nos adaptando até que se torne natural. Se isto faz sentido para você, continue aqui!

Clique para o treinamento Oficina Turbinada

Quando falamos em produtividade nos serviços da oficina, nos referimos a capacidade que temos em transformar o tempo em dinheiro. Simples assim! Então, a primeira coisa a fazer, é conhecer o tempo que terei disponível a cada mês deste novo ano. Ou seja, quantos técnicos, quantos dias úteis, qual a jornada de trabalho.

Levante agora sua capacidade máxima produtiva!

O segundo passo é levantar, o quanto deste tempo disponível na sua oficina, vocês estão de fato executando serviços!

Quando abordo este ponto no meu dia a dia, muitas vezes me respondem que não param nunca, que sempre tem serviços.  Mas por natureza humana, precisamos atender nossas necessidades fisiológicas, como água, comida e banheiro. Temos que considerar também as necessidades em função de layout como deslocamentos, manobras e necessidades em função do processo, como interrupções por faltar peça, trocar de serviço entre tantos outros.

Chegamos no momento da verdade, avalie agora o quanto deste tempo trabalhado, você consegue converter em venda. Ele é maior, igual ou menor? Este número é de fato o resultado da produtividade da tua oficina. É a capacidade de quanto do tempo disponível você consegue transformar em faturamento na sua oficina. Aqui precisamos considerar todos os tipos de serviços executados na sua oficina. Os cobrados e os não cobrados.

Agora de posse destes dados, sejam eles precisos ou por aproximação, caso você nos os tenha por completo.

Faça uma análise bastante crítica!

Qual a diferença entre os números? Esta diferença é positiva ou negativa?  Ela é aceitável? Estes números apontarão qual é o processo ai na sua oficina que merece uma atenção maior porque estão impactando nos resultados. E se você deseja se aprofundar neste conteúdo, acompanhe em nosso canais muitas outras informações complementares a esta! Esta é minha dica para sua oficina ainda mais lucrativa!

 

 Karine Quinjalmo

É mãe do Enzo,
Consultora especialista em processos e custos
Mentora de soluções em sistemas para a reparação automotiva
Diretora da Oficina Mais Sistemas de Gestão
www.oficinamais.com.br

› Compartilhe

— LEIA TAMBÉM —

alfa
rede

novidades

Receba nossas novidades. Cadastre-se gratuitamente.